sexta-feira, fevereiro 02, 2007

 

ma plus belle histoire d'amour

Cláudia entrou em casa, ao fim da tarde. Eles ainda não tinham chegado. Pousou as compras do supermercado, foi apanhar a roupa, olhou as plantas do seu jardim e falou com o cão. O cão entendia os seus sentimentos, os seus pensamentos e sabia como lidar com ela, por isso naquele dia não pediu para jogar à bola. Ficaram ali sentados no jardim, os dois a conversar – ele pôs-lhe a pata no joelho, ela afagou-lhe a cabeça ternamente.
Então compreendeu tudo , naquele instante. As atitudes de Luís, os silêncios, as evasivas, o desespero, por vezes. Mas também a ternura, o carinho, o amor, a cumplicidade, o saber que o outro sabe, os mesmos objectivos e os mesmos anseios, o respeito, a partilha, a vivência de muitos anos em conjunto, lado a lado. Lembrou-se daquele jantar , dia 1 de Janeiro, em que reviveram muitos outros momentos, é certo, mas em que souberam abrir-se um ao outro, comunicar, falar como há muito não faziam , reencontrar-se simplesmente no outro. E ele disse, um pouco a medo, naquele jeito que é tão seu, que achava que era a altura de se casarem, como se ela não fosse aceitar, depois de tantos anos, depois de outras propostas que já lhe fizera…
Olhou-o nos olhos, sorriram e ela disse que sim, como na canção africana.
O seu coração encheu-se de amor, de perdão, de Luz e de esperança. Amou-o em silêncio, por tudo aquilo que ele era, enquanto arranjava o jantar, dobrava a roupa, tratava do cão, esperava que ele chegasse. Amou-o enquanto ele preparava uma reunião para o dia seguinte, enquanto liam, já deitados, os dois volumes da mesma obra. Mas amou-o ainda mais quando ambos se fundiram num só, num êxtase que poucos conhecem, naquela reciprocidade de dar e receber, de exigir e respeitar , de se entregar mantendo-se a si próprio. E nessa dádiva um ao outro, adormeceram sorrindo. Como duas crianças, como se não tivessem idade, como se fosse outra vez uma primeira vez.
Na manhã seguinte, um doce sentimento de paz a invadiu. Pensou novamente na mulher deformada, doente da alma e do coração, prostrada sem vida, como a planta. E então, sem saber aonde ela está ou como a contactar directamente , concentrou-se nesse sentimento de amor e tranquilidade , nessa Luz que enchia a sua mente e enviou-lhe o perdão e a cura.
Porque o passado já não existe. O passado serviu para que aprendêssemos a transpor certas barreiras, para que soubéssemos aperfeiçoar o nosso EU, as nossas atitudes, os nossos comportamentos. Para que pudéssemos curar certas feridas antigas, dar um sentido diferente às nossas vidas, respeitar e entender os que nos rodeiam, aceitar as suas atitudes. As dificuldades, as contrariedades do dia a dia têm um único objectivo – ao lidarmos com elas aprendemos a ultrapassá-las, libertamo-nos de experiências antigas menos boas, gerimos a nossa destreza e a nossa capacidade de perdoar. Porque o perdão é “uma experiência de caminho, cheia de esforço e ternura, uma aventura cheia de surpresas que vêm sempre de modo novo em nossas vidas”, todos os dias da nossa vida.



Um extracto deste texto foi publicado no Livro "O QUE É O AMOR"e dedicado a alguém que hoje faz anos.

Comments:
Muitas verdades aqui se encontram neste texto.
 
assim é , m.

Fica bem!
 
Sim é verdade. Mas ás vezes é dificil perdoar.
Beijos.
 
pandora

é importante perdoar, sobretudo a nós próprios

e para nos libertarmos de pesadelos e más energias, afastando-as!

Um beijo para ti
 
pandora

o teu blog dá erro não se conseguindo comentar nem sequer abrir!!

já tinha dado conta há dias
 
Lindo extracto que nos faz pensar seriamente em vários assuntos.
Beijinhos e um bom fim-de-semana.
 
As palavras rebolam como pérolas, ao passarem a fogueira do coração.
A verdade nelas, dá-lhes um peso diferente também.
Belo colar, aqui descrito, que decerto trás ao peito.
Parabéns e ao aniversariante.
Um bom fim de semana.
 
Que dedicação maravilhosa...
Beijo grande e bom fim de semana
 
Como sempre se tenta e às vezes se consegue. Uma doçura a tua escrita, verde musgo afagante! Bjinho
 
Muitos parabéns aquela pessoa. Um bom fim de semana e um abraço.
 
Poderá não ser a mais bela história de amor mas é uma bela história de amor.

Parabéns ao aniversariante a quem dedicas este belo texto e a ti também.

Um beijo e tem um bom fim de semana.
 
Muito forte.
 
Adorei ler... e hoje estou muito piegas... Um beijinho muito grande e obrigada por este momento que me proporcionaste com este post.
 
Adorei.
O mais difícil não é perdoar, é esquecer.

Obrigada pelo testemunho que deixou no meu blog.É mais uma verdade a juntar a tantas outras e só não percebe quem não quer.

Beijocas.
 
Ora aqui está , mais um excelente blog , que eu desconhecia :Bonitas palavras , e de uma força interior , que nos dá gosto ler , sentir , imaginar ...Sim voltarei ...Um óptimo fim de semana .
 
Hum...Muito duro....
Mas saber perdoar é um dom, que deve ser cultivado para se encontrar paz.
Não quereria esta experiência...
Beijinhos
 
carla

obrigada pela visita e pelo commento
beijinho
 
liliana

as palavras são palavras - nunca trasnmitem exactamente os sentires que vão lá dentro ...

um abraço
 
sorrisos

são vidas , percursos que têm de ser feitos , escolhas por que se opta

beijinhos
 
bettips

gosto desta escrita verde musgo!

ainda bem q gostaste - faz parte de um livro que gostaria de editar!

um beijo para ti
 
trivialidades
obrigada pela visita e pelos parabéns

bom fim de semana
 
pé de salsa

sem dúvida que é uma bela história de amor.
O aniversariante gostou do Conto e do Post.

beijinhos
 
lua obscura

é bom ter emoções fortes, qual Paris - Dakar que nada tem a ver com andar a 50km/h nos limites de velocidade - até enjoa...
 
eumulher

estás piegas ? às vezes é bom termos pieguices, dar-nos pró "sentimento", faz tb falta

fui -te visitar mas não deixei comment

Um beijo grande
 
melga

não é preciso esquecer; não me esqueço de muitas , muitas coisas que se passaram na minha vida. Conscientemente tenho memórias desde os meus 3/4 anos, terei outras que me ficaram gravadas mas não as vejo claramente - sinto-as, apenas .
Creio que o importante é "reconverter" essas imagens , saber utilizá-las para que nunca mais se voltem a repetir e aproveitá-las para dar uma outra dimensão à nossa vida Perdoar não quer dizer esquecer nem implica aceitarmos que nos continuem a fazer mal. A Lei do Retorno é verdadeira por isso os maus sentimentos que temos em relação a certas pessoas reflectir-se-ão de novo em nós. Se nos distanciarmos desejando que essa pessoa saia das nossas vidas e que lhe seja dada a possibilidade de passar a ter um atitude correcta, estamos a oferecer algo de bom para ela e para nós tb. Não quer dizer que se esqueça a situação por que passámos.
Alguém que durante anos praticou a intriga e a perversidade/calúnia/mentira/desamor caiu à cama doente do coração - já foi operada três vezes, está reformada por incapacidade e mal se pode mexer e sair e casa: a Lei do Retorno funcionou por si própria.Há muito que essa mulher tinha saído da minha vida mas naquele dia em que tinha acabado de ler mais uma das cartas que ela habilmente escrevia dissimulando o seu verdadeiro carácter, senti apenas nisso - o distanciamento e a necessidade de lhe "enviar" o perdão e a cura para que ela própria se encontrasse... Depois ela fará disso o que quizer!

Um beijo para ti
 
moinante


ainda bem que gostaste e volta sempre

já te vou visitar !
 
girassol

todas as experiencoas são boas por muito duras que possam parecer - trazem-nos sempre algo que precisávamos aprender

Tem um bom dia!
 
Bon jour!
O título de teu post diz tudo ... il s'agit d'une histoire d'amour tellement belle ... ta plus belle.
E para além da beleza, a reflexão, a verdade, a humanidade, a ternura ... tudo nela contido! Adorei :)
Beijinhos e bom fim de semana
 
Olá!
Isto é um espectáculo! Obrigado.
Parabéns.
 
jonice

gostei do teu comentario

, uma história com todos os ingredientes para ter um final feliz, um amor como o nosso.

Beijos
 
david

obrogada pelo teu comentário, porque espectáculo és tu!

Um abraço
 
LINDO Y DEJA PENSANDO EN TODO LO QUE SUCEDE
PASO A DEJARTE BESITOS Y MUCHOS CARIÑOS
QUE ESTES BIEN Y UN BUEN FIN DE SEMANA
BESITOS


BESOS Y SUEÑOS
 
Chá verde? Faz muito bem à saúde..Em doses pequenas.
Também já tive desaires bem grandes na vida. Felizmente consigo semrpe perdoar, pode demorar um pouco, mas quando dou por mim, onde as coisas já vão. Perdoar sempre para que possamoss entir-nos melhor todos os dias..
Um beijinho para si.
É verdade os animais são lindos lindos e amam sem restrições..Nem precisam de falar, o olhar tão meigo que têm, diz tudo..
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Esta lindo Green :)
Beijinhos*
 
Olá:

Bonito texto, com muito para se lêr e... aprender.
Como alguém me dizia:
- A vida é bela... nós é que damos cabo dela!
Feliz aniversário.

Um beijo,

 
BUENA HISTORIA AMIGA .
RESULTA DIFÍCIL PERDONAR .

BELLA MÚSICA .

GREENTEA

QUE TENGAS UN BUEN DOMINGO

UM BEIJO , JAJA.

ADAL
 
Greentea,

Tenho-me esquecido de perguntar se sabe onde se vende este livro sem ser na Net.

Gostei da sua explicação e você não deixa de ter razão.

Beijocas.
 
E a lenda acontece. Em cada noite na Baía do Silêncio queda-se o céu na noite sombria, solta-se o sonho a fantasia...
Luminoso domingo...

Doce e terno beijo
 
FREYJA


que estejas muy biem também;

ainda bem q gostaste desta belle histoire d'amour e da cançaõ de Barbara que acho lindissima

beijos para ti
 
laura

nem todos os dias temos dias fáceis e situações para ultrapassar

mas o chá verde ajuda-nos, o nosso cão tb, a natureza e o Universo de um modo geral e por vezes encontramos alguém especial que nos faz perdoar/esquecer todos os outros desaires...
embora esses aspectos menos bons sejam sempre atravessados no nosso caminho para termos a capacidade e os superar.

Um beijo para ti
 
cor do mar

ainda bem q gostaste - faz parte de um livro q escrevi e aguarda publicação.

Um abraço
 
mostardinha

ainda bem que assim é;

gostei muito do texto q tens no blog e vou utilizá-lo.

Um abraço
 
hippie

bom domingo para ti também .

Tu tb tens belas histórias no teu planeta .

Um beijo e bom domingo
 
alquimista

bom domingo desol na baia do sonho, perto do mar ou no alto da serra...deixemos o silencio fazer-se sentir e o sonho e o amor acontecem em todo o seu esplendor.

Doce beijo
 
melga

tenho muito gosto em te oferecer um lvro, na qualidade de co-autora.

beijinhos
 
Com a mudança para o Beta tem sido uma confusão acertar.

Conheces de certeza a APCA. O Simão esteve hoje lá na loja...

Boa semana, Isabel.
 
Com a mudança para o Beta tem sido uma confusão acertar.

Conheces de certeza a APCA. O Simão esteve hoje lá na loja...

Boa semana, Isabel.
 
Queridos, essa é uma mensagem de retorno a atividade!
Voltei e deixei as explicações no meu blog.
Espero sua visita e breve voltarei a postar o que sempre postei, minhas idéias a respeito de tudo.
Mil vezes OBRIGADA! ao apoio que me deram, assim como as informações que me foram muito úteis.
Agradeço de coração todos os emails e comentários que recebi e desejo a todos uma ótima blogagem!
Beijos,
SôniaSSRJ (A original! E Voltando Para Ficar!)

PS: Voltarei para ler seus posts e comentar, já que estou defasada com essa longa parada!
 
viajante

claro q conheço e eu e o Simão já conversamos ;
está tudo esclarecido!!
 
sonia
apareceu há dias por aqui u comment q achei estranho e acho q nem fui ao teu blog comentar;
dá que pensar o trabalhão q certas pessoas têm para servir q interesses?

Lamentável.
Vem qd quizeres. Bjs
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?