segunda-feira, fevereiro 26, 2007

 

ESPIRITUALIDADE

O que seria de mim se eu não tivesse um lado espiritual?
Como eu seria capaz de viver em um mundo que vem se tornando mais e mais quente a cada ano, um mundo à beira de um colapso? Como lidar com a face negra do ser humano, que vez ou outra ainda é capaz de nos surpreender por sua criativa bestialidade? Como lidar com as pequenas dores do dia-a-dia, com as crianças abandonadas, com aquele homem deitado na rua, com os ursos que já não tem focas para comer, com os momentos de falta de amor no seio de minha própria família?

Na medida em que nos sentimos em unidade com tudo o que existe, em que nos sentimos parte da humanidade, também nos sentimos co-responsáveis pela criação do panorama que vemos ao nosso redor. Nos sentimos co-responsáveis pela destruição, pelas guerras, pelo cinza das cidades, pela dor das crianças. E isso dói, eu sei.
Dói lá no fundo do nosso ser!
Mas só ao sermos capazes de suportar essa dor, só ao nos percebermos como parte daquilo que a vem criando, só então seremos capazes de perceber a nós mesmos também como agentes de cura.
A espiritualidade em mim é também a cura. É o que me abraça quando o ar falta em meus pulmões, quando a tristeza visita meu peito, quando o panorama ensombra meu coração. A espiritualidade em mim é o que me dá força para, apesar de tudo isso, ser capaz de admirar a beleza do nascer do sol a cada dia. A espiritualidade em mim é que sopra palavras em meus ouvidos, e me faz pensar que dividi-las com você pode fazer alguma diferença.
É a espiritualidade em mim, também, que algumas vezes me eleva, no meio de todo esse caos, me conecta a um lugar da mais profunda paz e me faz sentir que existe um sentido oculto para cada pequeno movimento que ocorra no Universo. E de repente, de maneira surpreendente, só existe esse sentimento de gratidão transbordando de meus dedos, escorrendo em sua direção, agora mesmo. Esse sentimento de que tudo está bem, e que estamos em meio a uma onda de despertar coletivo, e que em breve seremos capazes de nos dar as mãos, em uma grande roda, curando assim todas as nossas aflições.
SAIBA MAIS...









Comments:
http://artesmisticas.blogspot.com

Muito legal o seu blog!
Se puder, dá uma olhada no artesanato voltado para wiccanos que estou fazendo. As fotos estão no meu blog.
Um abraço!
 
já fui ver e achei tuas caixinhas bem lindas .

Um abraço para ti e para teu novo bebé que está a caminho.
 
:)
a espritualidade em nós decorre da certeza de que não temos um espírito, mas que SOMOS espírito e que essa dimensão, embora invisível é a que anima todas as outras, como uma central de energia da qual emana a saúde, a alegria, a força e toda a luz que podemos irradiar e reconhecer nos outros!

O espírito torna-nos UM, repele o medo, a dor e a ilusão de que estamos sós!

que belo post!
:)
beijinho
dia mt feliz amiga!
 
Olá.


Apoós ler este texto,venho a correr de mãos estendidas trazer-lhe um raminho de flores.
Uma boa semana.
 
OS BURACOS JÁ SÃO IMENSOS. SERÁ QUE A SEGUIR VÃO COMEÇAR A DEMOLIR AS CASAS?

ALGUMAS BEM PRECISAVAM....DE RECONSTRUÇÃO.
 
Gosto muito do seu "espaço"!
Acho que transmite a paz e a serenidade que é necessária para nos encontrarmos ...por vezes, "abana" as estruturas, mas acho que também faz parte do "acordar" de cada um.

Sobre este tema, a espiritualidade,estou absolutamente de acordo.

Obrigado por partilhar connosco.

...do fundo do Oceanus
 
O "penso, logo existo" foi, durante muito tempo, pensamento dominante...
Mas Sartre decidiu levar a ideia mais longe e colocar a questão de modo mais profundo. Afinal, "pensar" não é suficiente, porque "quem" pensa terá que ser um outro "alguém". O "ser espiritual", o "ser consciente"?...
A mudança de comportamentos só pode resultar se acreditarmos que estamos todos "unidos" nesta aventura da vida! Só assim podemos desejar para tudo o que nos rodeia exactamente aquilo que desejamos para nós mesmos...
Da espiritualidade de cada um depende a espiritualidade universal...
 
Green vou deixar-te hoje um beijo especial. Voltarei*
 
SA.RA
a nossa mente, a nossa espiritualidade, nos impele a prosseguir, a não estarmos sós, a dar, a viver, a lutar ...por nós epelos outros

um beijo para ti
um amanhã muito feliz
 
liliana

obrigada
adoro flores
um beijo para ti
 
viajante

já vou ver os buracos

mas às vezesa é preciso que o buraco se abra bem fundo , para que depois saibamos aprender a fechá-lo
 
oceanus

acho que sempre "abanei" as estruturas por onde quer que passasse...
por aqui não iria ser diferente!
sou talvez um ser um pouco diferente : as anestesias não pegam em mim e outro dia fui fazer um exame médico em computador eo dito não trabalhava, não deixava correr o programa, só depois de experimentarem com o 3º aparelho é q conseguiram...
Sorrisos oceanikus!!
 
amaral

Da espiritualidade de cada um depende a espiritualidade universal...
De manhã , ao procurar outras coisas, vim um anuncio de um livro de Chopra "Deus existe" o que me pareceu absurdo na mente de Chopra mas q aceito que esse Deus que ele assim descreve é verdadeiro e existe porque é o Deus Universal que deveria existir dentro de cada um nós, acima de qualquer religião e de noções ultrapassadas de céus e inferno. Nesse Universo eu sinto-me incluida.
Um beijo para ti
 
Cor do mar

bons olhos te vejam, embora os meus sejam mais para o castanho , mas há dias em que a luz incide neles sob certos angulos e têm defacto a cor do mar...
o mar que eu tanto gosto e tu também.
Olha, já tenho narcisos e esta semana quero plantar o resto dos bolbos.E os teus?

beijinhos
 
Vai, tu vais sentir coisas etéreas. Mas em Abril ou Maio que o calor, depois, é intenso. E as flores são frescas e cheirosas, como o ar. Bjinho
 
Greentea, também acho muito importante esse sentimento de união com todas as coisas e de espiritualidade. Beijos da Angela Ursa :))
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?