quarta-feira, outubro 11, 2006

 

Liberdade


liberdade só existe quando não há confusão dentro de mim, quando, psicologicamente, não há o perigo de eu cair em nenhuma armadilha — você entende? As armadilhas são inúmeras: gurus, sábios, pregadores, livros excelentes, psicólogos e psiquiatras — tudo armadilhas.

Mas, aparentemente, nós não temos energia. Nós nos dirigimos aos outros para que nos dêem energia. Falando com o psiquiatra nós nos sentimos aliviados — a confissão e tudo o mais. Sempre dependendo de alguma outra pessoa. E essa dependência, inevitavelmente, causa conflito e desordem.
Então, temos de começar a compreender a profundeza da liberdade; precisamos começar com aquilo que está mais perto: nós mesmos. A grandeza da liberdade, a verdadeira liberdade, a dignidade, a sua beleza, está em nós mesmos quando a ordem é completa. E essa ordem só vem quando somos uma luz para nós mesmos.
DAQUI

...e para quem tenha qualquer dúvida aqui fica o esclarecimento : não sou psicóloga nem para-psicóloga nem correlativos nem afins nem teria acuidade mental para isso. A informação destina-se única e exclusivamente àqueles que se limitam a vir aqui cuscar e depois vão fazer os comentários para casa de outrem. Desejo-lhes um bom dia, cheio de luz.
e para quem desconhece, o Cha Verde deve tomar-se a qualquer hora. SEMPRE !

Comments:
Oi greentea.
Sabes, de facto não acredito q sejamos livres. É como dizes, mais não seja esta dependência dos outros a necessidade que temos de estar, falar com outros, não nos deixa ser completamente livres. Já p não falar em herança genética q nos limita muitas vezes o comportamento.
Beijitos.
 
Eu aprecio atitudes fortes. E esta é. Surpreendente.

Com que então andam a cuscar por aqui e comentar acolá???

Com que intenção?

A "obrigação" de visitarem os 39 blogues amigos e deixarem uma conversa qualquer, pode dar nesta insanidade.

Parabéns pela frontalidade.
 
Greentea,

Vou estar atento a este teu post, pela seguinte razão:

- apreciar se as pessoas vão escolher assobiar para o ar, fingindo que não leram a última parte do teu artigo, a essencial deste post.

Vou divertir-me imenso, e tu, também, certamente.
 
Vai,vai ver como rematei o meu post, com uma última linha final.
 
olha antonio

na infinidade do espaço onde te encontras vais decerto ouvir muitos assobios para o ar...

ih ih ih ih!!!!
 
xica

temos de praticar o desapego , xica
- nao devemos estar dependentes dos outros nem de dar nem de receber e quanto a herança genetica temos de sobreviver a ela, confrontando-nos com ela e crescendo, crescendo sempre ate sabermos voar...a dependencia acabou no dia em que te cortaram o cordao, a seguir ao parto !
 
Greentea

Há imenso tempo que oiço o assobio delas e deles para o ar.

E quanto mais poetas, mais assobiam.

Nem ligo. Dão trabalho, pois requerem a mesma atenção.

Tal como as pessoas que, ao telefone, "alugam" o ouvido do aoutro e falam, falam, fazem o mesmo nos blogues: escrevem, escrevem, e nada dizem...
 
Seja. Sempre. Bom dia, bjinho.
 
Gostei Greentea. Curta...sem ser grossa. Apenas dizendo o que pensa e o que sente, utilizando a liberdade de expressão (conquistada).

Gostei do post e das referências. As verdades, ditas assim, fazem-nos parar para pensar.

Tem um bom dia.
 
e isso mesmo pe de salsa

sem tirar nem por

e muito cha (verde) que faz prevenir Alzheimer e ser´´a tambem um antidoto para a falta de educaçao.
beijos
 
bomdia pintoribeiro

estive tb para te linkar - ha dois ou tres dias tinhas um post q tb aqui se aplicava...

tem um bom dia , q andas ocupado
 
Olá greentea... Obg pela visita à Nave. Senti que não estavas lá muito bem e pelo post que li assim confirmei...

Lembra-te que que na essência da tua presença só há amor e quem se zanga e mantém-se zangado vive no passado, em áreas de Ego, e por isso na mera ilusão.

Aquilo que tu és não se confunde com aquilo que os outros possam pensar que és... por isso deixa lá isso que não te afecta, não te pertence.

Dá a ti própria o Presente de estares a viver o PRESENTE e matém-te aqui e agora... Vive os segundos em que estás a ler isto...

Vês tudo desapareceu... a zanga foi-se... aposto que já começaste a sorrir...

Qto à Liberdade de um ser, isso para mim significa poder estar alinhado entre aquilo que eu sinto e aquilo que os meus diversos veículos de expressão (corpo, mente e alma) me conduzem... Parece confuso? Eu vou explicar melhor.

É no seio do meu mais profundo interior, na minha divina presença, que me sinto verdadeiramente livre e feliz. Há quem lhe chame o Nirvana, eu chamo-lhe simplesmente o meu EU SUPERIOR.

É no sentir, intuir, deixar fluir nesta ligação com este interior de vacuidade, que começo a sentir que SOU EU a conduzir "as máquinas" e a não a continuar a deixar-me ser conduzido.

É nestas alturas que me sinto verdadeiramente LIVRE.

Fica bem.
 
Greentea,

Já deixei o meu comentário no Postais, por conseguinte, não vou repetir aqui para não cansar.

A única coisa que posso acrescentar , sobretudo no que se refere à segunda parte do teu post, é que a net é isto mesmo.
Já ando por aqui desde 1998. Já passei por chats, msns, foruns e grupos de poesia e acabei por abandonar tudo isso. Porquê? Por causa das invejas, das tricas, dos mal-entendidos,das cusquices, de pessoas mal formadas, das pequenas guerrilhas. Estou a ver , que nem os blogs escapam.Sempre pensei que aqui pudesse ser tudo diferente, houvesse alguma paz, mas estou de novo, a ficar muito desiludida.

Desculpa o desabafo , mas estou mesmo muito triste.

Beijinhos
 
Greentea, minha amiga devo lhe confessar que a minha "ordem" é incompleta. Aliás ando na mais completa desordem. A liberdade às vezes, a custo conseguida, escorrega pelos dedos.
Quanto ao término do post achas que vale a pena? É que essa coisa de escrever tem dois lados. A gente não vê o rosto da pessoa quando ela escreve. E nem sempre ela escreve o que você leu. Entendeu? Nem eu. É por conta daquela desordem que eu falei à cima.

PS e por falar em desordem, consegues acessar a Teresa Durães? Sabes que nessas coisas de blogs e computadores quem assobia pra cima sou eu...hehehe
 
He pasado por tu página, demasiado deprisa - asi - que volvere más despacio a leerte.

Un saludo.

p/d. Te encontre en Sucesos § Sentimientos
 
Olá Greentea,

Todos os dias venho ao seu blog porque gosto muito do que escreve.
Quem me dera poder fazer o mesmo.
Não deixo comentários porque, por vezes, não me acho à sua altura.
Não é por falta de educação.
Estes 2 posts a que me referi em 125_azul têm tudo a ver comigo.
De certeza que ela percebeu o que eu queria dizer.

Peço muita desculpa se não agi correctamente.
Pode ter a certeza que não foi com má intenção e pensei que não estava a fazer nada éticamente reprovável.
 
monada

falamos de que?

assobios para o ar e cusquices ha muitas - basta ir a um consultorio medico ou a qualquer cabeleireiro e ler as revistas da gente ou da caras - esta la tudo... mas sao sitios que pouco frequento. De facto estava preocupada ontem e hoje tb estou com alguem que gosto muito e me telefonou para nos encontrarmos e hoje nao apareceu. E so a posso contactar pelo mail, ao qual ela nao responde.
Claro que e essa a liberdade dela e eu respeito-a mas se ela me ler por aqui, sabe bem que pode sempre vir. Alguma forte razao a impediu e e isso que me deixa preocupada, monada, nada mais.

Um cha verde resolvera tudo o resto. Um beijo para ti
 
canela

nunca ouviste dizer que os caes ladram e a caravana passa?...

ou que agua benta e presunçao cada um toma a que quer?

beijos para ti com exponenciais de ternura.
 
pitanga

acho que vale sempre a pena, nao para ti que nunca achaste que eu tinha pinta de psicologa nem vens para aqui cuscar para comentar nas costas ou noutros blogs; claro que todos somos livres de dizer e ler e visitar mas para tudo ha regras, tal como para falar ao telele, sem incomodar o parceiro.

a teresa duraes nao costuma vir aqui , conheço-a apenas de ver noutros blogs mas posso experimentar, se a encontrar por ai.

beijinhos
 
O chá verde deverá tomar-se a qualquer hora, tem antioxidantes essenciais ao bom funcionamento do corpo humano, para eliminar tudo o que mau a ele fazemos. Pois bem...mas também é preciso cuidar do psiquico...começando por pensar mais em nós, cuidando muito bem de nós (e não é egoismo, pois só assim seremos, mais tarde, capazes de o fazer adequadamente com aqueles que queremos cuidar) e sentindo-nos LIBRES, auto suficientes em todos os aspectos, não sentindo que a nossa felicidade, a nossa razão de viver, a nossa alegria é devido a... (ALGUÉM).
Obrigada pela visita no meu humilde espaço.

Um terno beijo sereno.
 
O chá verde deverá tomar-se a qualquer hora, tem antioxidantes essenciais ao bom funcionamento do corpo humano, para eliminar tudo o que mau a ele fazemos. Pois bem...mas também é preciso cuidar do psiquico...começando por pensar mais em nós, cuidando muito bem de nós (e não é egoismo, pois só assim seremos, mais tarde, capazes de o fazer adequadamente com aqueles que queremos cuidar) e sentindo-nos LIBRES, auto suficientes em todos os aspectos, não sentindo que a nossa felicidade, a nossa razão de viver, a nossa alegria é devido a... (ALGUÉM).
Obrigada pela visita no meu humilde espaço.

Um terno beijo sereno.
 
Serenidade

sem egoismos cuidaremos de nos , do nosso EU, dos nossos conflitos, da missao que temos a cumprir por aqui, durante esta fase da nossa existencia. O Cha Verde ajuda, claro mas nao resolve todos os problemas. Ha tempos, fiquei impressionada com uma historia contada na TV : na noite de natal, qd a familia se preparava para a consoada e abrir os tradicionais presentes, com a casa decorada com motivos alusivos, o Pai , homem dos seus 50 anos , Contabilista de profissao, perguntou a esposa : "Natal...o que e?'" foi o primeiro sintoma de Alzheimer que teve; dois meses depois ja nao fazia sequer a barba e viveu mais nove anos "ausente" , sem falar, quase sem compreender numa total dependencia da mulher e do filho

perante estas situaç~~oes precisamos de muita serenidade, sim...
beijos para ti.
 
melga melguinha

so agora vi o teu comentario e por isso so agora estou a responder.
Os blogs sao espaços livres e abertos em que cada um pode circular livremente, a seu belo-prazer. Fazendo comentarios ou nao, em funçao dos temas e das afinidades de cada um de nos.
Tenho visto comments teus noutros blogs mas nunca visitei o teu, que me lembre e nem sabia que vinhas aqui todos os dias.
Por isso, fiquei chocada por ver o teu comentario na 125_azul, porque o mesmo podia ser interpretado com diversos sentidos. Nao e que tenha nada contra os psicologos... Mas ha uns anos fiz uns testes psicot´´ecnicos para ser admitida numa grande empresa; qd fui para a entrevista com o psicologo responsavel , o mesmo estava por barbear, camisa suja e ar de levantado da cama e mal dormido, fez apreciaçoes pouco dignas da classe que representa e nao gostei. Como nao gosto de constatar que muito boa gente vai para psicologia para resolver os seus traumas de infancia a semelhança de certos medicos ginecologistas que abraçam essa profissao tentando resolver os seus traumas sexuais.
Nao generalizo, claro, ate porque o meu ginecologista e uma pessoa excepcional, mas que os ha traumatizados, sem duvida que ha.

O meu espaço resulta daquilo que eu propria sou; tambem tenho muitas voltas a dar e muitas arestas para limar mas gosto de dizer aquilo que sinto e de expressar aquilo que sou se isso puder ajudar um pouco os outros a minorar as suas angustias , as suas dores , o seu sofrimento.
E um espaço aberto a toda a gente. Por isso os teus comentarios serao sempre bem vindos. Todos somos tao diferentes e tao iguais!
Um beijo para ti
 
Minha querida,

Apesar de nada surpreendida, com o que referes... pois se te recordares, quando iniciei, tive um forte ataque aquilo que se parece com um blogue, mas é mais outra coisa...

Já o apaguei 2 vezes, tu sabes o que os "experts" na matéria, me chegaram a fazer. Pensei que fosse coisa pessoal...pode ser, mas tbem pode não ser eu diria que existem grupos, uns pessoais..., outros impessoais..., que adoecem com o numero de visitas e comentarios que certo blogue pode ter...

Mas estou contente, porque tambem existe um grupo que nos quer bem, como diz o Antonio Rosa.

Eu pura e simplesmente deixei de ler certos blogues, esta guerra entre os poetas, não é a minha...

Hoje estava triste, porque não gosto de te ver assim, tanto mais que o teu blogue, delicia qualquer pessoa sensivel, mesmo que esta se tenha tornado um pouco "dura" (eu)
todos os dias, ou quase, tenho que vir aqui.

Existe uma atração saudável, de temas, imagens, causas em questão, mas tambem uma alegria e humor salutar, contagiante...

Ps. A conselho de um amigo que me tem ajudado muito no funcionamento dos blogues, activei a moderação de comentários.......porque segundo ele, há quem não perceba as mensagens...

Muitos beijos
 
Olá Greentea,

Obrigada pelas suas palavras.
Tirou-me um peso de cima.

Eu visito diàriamente vários blogs, alguns lindos como o seu, mas fico ou tanto ao quanto inibida em fazer comentários.
Normalmente só os faço nos blogs de 3 amigas com quem já me sinto muito à vontade.

Também gostava de esclarecer que a psicóloga é a arara azul e que ela nasceu mesmo para fazer o que faz.
As suas palavras naqueles 2 posts são o que já me tem dito várias vezes.
E eu achei graça à coincidência.

Também espero que de vez em quando dê um pulinho à minha casa da mesma forma que, quando me sentir à vontade, vou deixar comentários no seu.

Acredite que eu sou pão pão, queijo queijo e digo sempre aquilo que penso mesmo que esteja em desacordo com todo o mundo.

Um beijinho.
 
Queria dizer "comentários na sua".

E já reparou na quantidade de pessoas que me criticaram sem saberem nada sobre mim?

Confesso que fiquei muito triste.
 
Olá Greentea!
Passo para deixar-te um beijinho.

Tom
 
xi...perdi todo o bafão pelo jeito... hehehe

Mas adorei o post, muito relexivo para todos nós, não apenas para os Cusqueiros de plantão..
 
Minha querida, estou muito triste! Houve um lamentável mal entendido, a pessoa que aqui veio e deixou o comentário no meu blog não teve a menor intenção de te ofender! Juro que não tenho procuração para a defender, mas é uma pessoa adorável, excelente criatura que, se deixou de comentar aqui, foi por timidez, por ter já feito há algum tempo um comentário em que não se expressou bem e ter sido mal entendida. Comenta no meu blog e pouco mais, porque somos amigas e se sente muito à vontade comigo; ela tem estado muito doente e, como gosta muito de nos ler (ela lê-te diariamente, admira-te imenso, os teus temas são um mundo novo para ela),achei que também se divertiria em ter um blog; eu e c-mim oferecêmos-lhe um blog, mas ela é tão intensamente tímida e sente-se tão pouco à vontade com estas novas tecnologias, que ainda só fez poucos posts.
Apesar de protegida pelo anonimato, está absolutamente devastada pelo mal entendido que o comentário dela provocou e nem consegue vir desculpar-se. Aliás, se leres bem , ela estava a elogiar-te, porque te compara a uma psicóloga que ela admira muito. A tua linguagem e a da psicóloga são muito semelhantes, e muito diferentes da linguagem a que ela se acostumou ao longo de toda a sua vida.
Acredita, por favor, que isto foi tudo um mal entendido. Melguinha é doce e tímida, não é cínica nem maldosa, nem seria capaz de te magoar premeditadamente.
Ela está tão triste! Em meu nome e dela, aceita as nossas desculpas. Ambas "blogamos" por puro exercício do prazer deste "convívio" que se quer agradável e que tanta companhia nos faz.
E muito obrigado pelas coisas lindas que partilhas diariamente connosco, bem como os miminhosque me deixas lá no 125. Amigas?
Beijinhos
 
que lindo el tema de hoy, libertad
la que nunca deberia faltar en este mundo
mi libertad no impide que entrege y de amor
mi libertad la siento cuando puedo logro dar lo mejor de mi
amo la libertad
mil besitos y mi cariño, un poco perdida estoy y lenta, pero ya mejor
besitos amiga y me alegra saber que siempre regalas magia en todo
un abrazo y mi cariño


besos y sueños
 
Greentea, acho que se passou aqui um grande mal entendido e que não deve desgastar a amizade de ninguém. Torno a reforçar que não vemos quem escreve. Não vemos o seu rosto, os seus olhos, se não saberíamos logo se escreveu o que nos parece à primeira vista. Seria mais fácil assim, mas não é.Espero que eu possa contribuir de alguma maneira para que isso tudo fique esquecido. Tenho recebido o maior afeto de todos vocês apesar de ser nova no meio, e me sinto bem visitando tanta gente que me faz tão bem. E vejo que pessoas de minha estima (que inclue você) estão envolvidas num equívoco.
Desculpe se me intrometi. Só quero que fique tudo bem.
beijos e até amanhã.
 
OLÁ

No ultimo post coloquei um comment, para «tentar» explicar o meu problema de saúde, caso queiras ler, vai até lá.

HOUVE COMENTÁRIOS DE ALGUNS AMIGOS/AS QUE, PENSAM QUE TENHO PROBLEMA DE ADAPTAÇÃO À VIDA PROFISSIONAL, MAS NÃO SABEM O QUE SE PASSA COMIGO.

Mesmo depois desta explicação, ainda há quem diga:coisa e tal, passa ao lado.
Será que escrevo em japonês?
ao menos, TU entendes-me?
Diz de tua justiça.
Abraços.
 
125

HOJE PERCEBI TUDO MAS ONTEM NAO.E ACHEI O COMENTARIO DEPRECIATIVO PARTINDO DE ALGUEM Q VINHA AQUI MAS IA COMENTAR LA FORA.
JA TUDO FOI DITO , JA A FUI VISITAR E VER O BLOG E JA FUI A TUA CASA TAMBEM, COMO SEMPRE.COMO CONTINUAREI A IR PARA LER AS TUAS HISTORIAS E CONHECER MELHOR "O REI E EU"...
bEIJINHOS. fICA TRANQUILA
 
Ai! Acabo de aqui chegar depois de tantos dias e tantas confusões pessoais e encontro este mal estar, com a graça de deus, resolvido!
Todas criaturas maravilhosas, Greentea, 125azul e melguinha e, de repente... os tais malentendidos da internet! É tão bom ter amigos virtuais mas como fazem falta gestos, caras e bocas e o bendito:- peraí que vc. não está entendendo direito!
Não tenho conta dos inúmeros atritos que já causei por causa de linguajar mal interpretado de cá e de lá! Agora, como sou guerreira e impulsiva demais, institui uma norma: nomeei meu marido, um diplomata de nascença para ler e reler tudo ou quase que escrevo e respondo, principalmente se eu estiver em dias de pimenta na lingua! ou nos dedos! beijos e um banho de água de lavanda para acalmar, de vez, as lindas e mui queridas meninas! angela.
 
aschnoor
pronto, esta resolvido e para a proxima chamo o teu marido para analisar a dose de pimenta, que o meu apesar da sua diplomacia e ponderaç~~ao nao tem paciencia para estas cenas de internet e blogs...
internet pode gerar problemas de interpretaçao, porque nao ves o outro, nao conheces o outro mas o que fez transbordar o balde nao foi a melga nem a 125; o essencial esta naquelas pessoas que passam por aqui apenas e so para cuscar, para assobiar para o ar deixando por vezes um comment descabido que nada tem a ver com o post desse e doutros dias , porque apenas querem visitantes no blog; o espaço e a entrada sao livres , cada um e livre de fazer comentarios , de escrever ou nao, nem sempre estamos no nosso melhor para aceitar e encaixar essas situaçoes. E entao que uma simples palavra a mais ou a menos pode ser interpretada com sentido dubio...

Acho que temos de saber tirar partido destas situaçoes pois sao elas q nos fazem crescer, encontrar o tal Caminho e Amar mais os que estao perto de nos.

Um beijo para ti
 
Tenho-me perguntado insistententemente porque temos blogues.

Para nós mesmos? Para os outros? Porque nos dá prazer? Para nós curtirmos esse prazer? Para darmos prazer aos outros? Para passarmos uma mensagem? Para recebermos mensagens? Por tudo isto?

Ainda não consegui tirar uma conclusão defenida. Reconheço apenas que foi com total desapego e de forma completamente indolor que, no sábado passado, apaguei o meu blogue, eliminando quase 10 meses de imenso trabalho e dedicação.

Ainda bem que tudo parece resolvido, para ti.

Dá muito trabalho manter um blogue.
 
Estava tão triste e tinha recebido uma mensagem tão desolada de Melguinha ontem, que nem li os comentários, só me limitei ao pedido de desculpas. Mais serenos os ânimos, regresso para ver que afinal ele tinha vindo desculpar-se pessoalmente e já estava tudo esclarecido, ainda bem.
Página virada. Fica a sensação de que a escrita, que tanto nos conforta e nos preenche, que tantas partilhas boas proporciona, também pode ser corrosiva, se as vírgulas não estiverem no sítio certo...
Muitos beijinhos para ti
 
Isto só vem demonstrar o verdadeiro jardim Zoológico que é a blogosfera, há fauna para todos os gostos!
Agora pára para reflectir: não foste tu que criaste toda esta cena? É este o filme da tua vida?
Lê atentamente o postais de novalis de hoje e conclui que tudo o que crias retorna a ti.
(ah... e actualiza o relógio dos comentários)
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?