terça-feira, outubro 31, 2006

 

je ne regrette rien

Depois de uma tarde de “seca”, murrunhenta(1) , como diria a Rosário, numa interminável reunião que não acabava, vi-me enfim livre deles e apanhei o ar puro da rua. Liguei o carro . E oiço Edith Piaf

Non je ne regrette rien…
Je me fous du passé…
Je repars à zero…
Car ma vie ça commence aujourd’hui

Não lamento nada
Que se lixe o passado
Começo do nada
Porque a minha vida
Começa hoje…


Era já noite , enquanto voltava para casa, com pressa , com gosto
Um sorriso estampado no rosto
Nem liguei aos 25 km que tinha de fazer nem ao transito acumulado
Passei para ir buscar aquele “papel” que era preciso
Dei a volta
E, deliciosamente, entrei em casa….

(1) MURRINHOSA - expressao mirandesa - tal como se diz, tal como a Rosario diz, que ja me corrigiu!

Comments:
Também não sei se é assim que se escreve, mas como percebi lindamente a ideia, tá tudo certo.

Edith é a divina.
 
Também não lamento nada! E vamos acender uma luz que ilumine o Tiago.
Beijinhos, noite feliz
 
E também uma luz para as amigas que o Tiago tem! Beijo e bom feriado...
 
eu tambem nao.
beijos para ti

nao esqueças o nosso Magusto!
 
Mas que bem faz uma música! Francesa, então! Já Piaf...tem r(s) a mais. Prefiro Aznavour.

beijos com petit gateau
 
Como um dos co-autores do livro "Que é o amor?", podes fazer o favor de ir ao blogue do livro responder a uma pergunta que está no primeiro post?

Agradecido.

António Rosa
 
Cheguei aqui agora mesmo, 1 de novembro às 01.53. Através da cor do mar. O post dela é tão forte para mim que fui ficando a ver, a ver, durante quase uma hora.
Peniche, berlengas, baleal, o Mar, a Ilha!
Também em tempos conheci uma casa duma Inês na ilha do baleal. Seguramente não é a mesma. Foi apenas uma coincidência.
Estou aqui pra dizer que estou solidária com o Tiago, embora não saiba quem é.
e que também gosto da Piaf, e do Brel, e de tantos outros...
Bom feriado
 
Já sei quem é o Tiago. Já li o post.
Tenho a certeza que ele vai resolver os problemas e vai ser muito feliz.
De mim recebe toda a força!
 
Mas há coisas que eu lamento! Passa por lá... bom feriado...
 
Bom dia Greentea!
...é quase isso, diz-se murrinhosa, mas adorei que te tivesses lembrado!
...eu lamento ter perdido tempo com coisas sem interesse nenhum. Apesar de tudo estou onde queria estar, por isso se calhar tanto faz.
Brel e Aznavour, sem dúvida!
Bjico ancho!
 
Nem de proposito, o meu post centém a resposta ao teu comentário
...nao so a trabalhar (que aqui nao ha assim feriados ao desbarato), como estou de prevenção! Aproveita por mim o feriadico!
 
Continuo pensando no Tiago... rs*
 
Infelizmente, o livro "Quem é o Amor?" só pode ser publicado umas semanas depois do dia que indicaste.

Este livrinho, com 64 páginas, sem cores no interior, vai ter um custo de produção aproximado dos 600 contos antigos. É obra!!! E, como é absoluta novidade isso de ter sido escrito pela blogosfera, até ao momento as reservas são muitas e não temos garantias de encomendas livreiras. Deixa-me suspirar um bocadinho... Tenho que vender 667 exemplares para garantir o pagamento dos custos. Por isso, estar a tratar da difusão pela net. O livro vai custar 6 euros, com descontos comerciais de 50%. Outro suspiro...
 
esquece o 2 de FEv, antonio

Vamos mas e meter maos a obra para divulgar o livro, comercializar , vender! que os co-autores tb tem responsabilidade no assunto e nao te meteste nisto para investir apenas, com custos tao elevados.
Temos de ultrapassar isso!
 
Passei por aqui!

Bom feriado!
 
A minha vida recomeçou a um mês a trás e eu também estou como a Edith, não lamento nada e do nada recomeço...

Um beijo doce...
 
Edith Piaf e Amália Rodrigues foram "DIVAS" em quem a morte não teve poder... A última marcou-me grandemente quando em 1995, com apenas 15 anos, chorei no Coliseu dos Recreios em Lisboa. Até hoje ainda não tenho explicação para o choro motivado pela vós vinda dos confins do imaginário dos tempos. Há "deusas" assim....!!
Beijos
Paulo
 
Devido ao problema de internet que continuo a ter e ninguém me ajuda a resolver...rrsssss....só posso vir visitar-te de 3 em 3 dias, porque vou passando hoje em 10 blogs e amanhã noutros 10 e por aí adiante...MAS... quando cá venho delicio-me a ler o que nos ensinas.

Li com muita atenção o post sobre a história do Tiago...e, Amiga, isto revolta-me os fígados... não consigo entender como os Paisinhos e Mãezinhas de pessoas como a mulher do Tiago não têm olhos na cara para ver que são os principais culpados, para que hoje o filho se esteja a divorciar...
Tenho dito...

Bom Feriado. Abraços.
 
Tu e eu. E antes assim. Bjinho,
 
Quem conhece a cançaõ de Edith Piaff sabe que é sempre tempo de recomeçar e que não vale a pena olharmos para trás.
 
piaf, brel et ainda Barbara, que e menos conhecidaem Portugal ,mas e lindissima...

nao lamento nada, porque tudo se recria, tudo se transforma!
 
Esta canção da Piaf sempre me faz chorar de emoção. Tenho a gravação dela no Olympia ao vivo, tão vibrante.
 
Beijinhos para ti de uma grande fan da Piaf!
 
un abrazo grande y que estes muy bien
besitos


besos y sueños
 
Eu sou "fan" sem ser fan... no sentido derivado da palavra...fanática... da Edith Piaf, apesar dela ter estrambulhado, um bocadinho... depois de velha com um puto...mas enfim...
Respondento a tua pergunta, não estou interessada em nada... neste momento o meu desinteresse é total "Riens de Riens" ... é assim que se escreve??? Não sei mas tb não vou ver ... tu corriges, depois!

Beijos
 
Esta hermosisima canciòn la usabamos en el colegio para aprender frances.
Inolvidable en mis recuerdos...
Beijos
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?