quarta-feira, agosto 09, 2006

 

LIMÕES

Como nada acontece por acaso, recebi hoje por mail a informação de um novo blog e OUSEI ir lá espreitar ...
Sem tirar nem pôr ali estava a resposta ao meu post de ontem. O meu visual alterou-se , o rosto encheu-se de um sorriso de orelha a orelha , a mente iluminou-se!

"Enquanto todos tentavam consolá-la, demonstrando que a vinda e a ida de Chiquinho representava um caminho necessário de percorrer por ambos e que disto deveria ser retirado grandes lições para a vida, ela chorava. Obviamente sofria. Alguém então lembrou as quatro verdades do budismo:
1- O sofrimento existe.
2- O sofrimento possui causas identificáveis
3- Identificando as podemos eliminá-las
4- Eliminando as causas, eliminamos o sofrimento.
Este mesmo alguém lembrou que o caminho para a iluminação passaria pelo conhecimento e aplicação destas verdades, livrando o homem assim do sofrimento. Não deveria haver sofrimento no Nirvana. Simplesmente não adiantou. O sofrimento continuou e, aparentemente, não havia nem o interesse em eliminá-lo. Uma recusa formal a se atingir a iluminação? E isto seria essencialmente ruim? Seríamos obrigados a seguir os caminhos dos grandes mestres? Pode ser. Mas recapitulando a históia eu me lembrei de um mestre budista que, ele mesmo, disse que não queria ir ao Nirvana, simplesmente por que lá não haveria limões. Limões, por serem amargos não deveriam ter espaço no reino da perfeição. Ele gostava de limões. Assim como achava que tornaria-se um homem, e um budista, mais feliz e realizado se, em vez de buscar a auto-realização egoísta, ficasse neste mundo lutando pela salvação de todos. Acho que no fim de tudo ela, e seu sofrimento, estavam com a razão. Pois, no fim de tudo, acho que posso concluir, ciente das limitações da linguagem, que existem (pelo menos) dois tipos de sofrimento: um que deve ser evitado, pois nos impede de agir e de seguir nossa principal meta na vida: a felicidade, nossa e daqueles que nos cercam, que me parecem interdependentes. Mas a outro, que contribui para a evolução, que ao invés de impedí-la de agir, motivou-a, inclusive a pensar sobre a sua própria vida e a construir uma bela sepultura a Chiquinho, carregada de desejos (expressos) de que todos os seres vivos sejam respeitados e protegidos. Talvez a grande parte deste sentimento deveríamos chamar de empatia. Algo que eu sinto falta em muitos médicos e talvez até em mim mesmo. Algo que eu deveria lutar para ter. Isto talvez porque insistimos em confundir os dois tipos de sentimento. Chiquinho portanto deixou esta lição e levou a ela a seguir à risca o conselho de um médico muito famoso: endureceu, mas não perdeu a ternura. Nem a empatia. "
posted by SIDEREUS NUNCIUS at
2:52 PM
http://seiqnadasei.blogspot.com/
O blog permite-nos não só expressar o que nos vai na alma, deitar cá para fora as alegrias e as tristezas que nos encharcam a mente, mas enviar mensagens para todos e mais algum, incluindo a Maria de quem falava ontem e os pais de Maria. Porque o sofrimento possui causas identificáveis, que Maria já tinha identificado. O sofrimento fê-la crescer interiormente, tornando-a numa mulher carismática, independente, sonhadora, que nunca perdeu nem a ternura pelos outros nem a empatia. Hoje, Maria tinha entendido que as causas do seu sofrimento não tinham mais razão de ser e enviou "mensagens" de paz e amor a seus pais que viviam já noutra dimensão, perdoando as suas atitudes e fazendo-lhes ver que um filho é um dom da natureza, seja qual fôr o seu sexo, que necessita de muito AMOR para se desenvolver. Agradeceu também por todas as atitudes que tiveram para com ela , pois isso lhe permitiu ser a pessoa que hoje é.
Obrigada a todos, também.
You're aspiring to great serenity ... The Pope , foi a carta do Tarot para hoje! em www.astrocenter.com para quem quizer fazer a sua leitura...

Comments:
Passei pra te dar bom dia e espero amanhã voltar.
 
Gostei da leitura. Obrigada e beijitos.
 
Gostei e engraçado tenho a mesma carta para o dia de hoje.
Beijos de Luz
 
Eu tenho The Devil... mas quando a vida dá um limão, fazemos uma limonada, certo. Vou já visitar o blog novo e irei ver o tarot outras vezes. Sempre que precisar de magia.Sabes, aprendi há muito tempo que nem todos têm vocação para pais. Talvez a maioria não tenha mesmo jeitinho nenhum; não é garantido que uma mãe ame o seu filho só porque é a mãe. Também na natureza as mães às vezes rejeitam as crias. Capacidade de resiliência, é o estranho e maravilhoso dom que a Maria tem. Quem o possui, resiste e consegue ser grande, apesar de tudo, é maior do que todas as dores por que passou. É especial. Como a Maria...
Beijinhos, gratíssima pelas partilhas!
 
Eu sou taróloga... sei bem o que vc sentiu...
bjo e bom dia!!!
 
125, e a limonada tem vitaminas, embora seja um tanto "ácida" mas pessoalmente até nem gosto de coisas doces... Leste "O Amor Incerto" de Elizabeth Badinter? refere precisamente que nem todas as mães amam as suas crias e épocas houve em q certas mães entregavam os seus filhos a amas de leite ...para não se incomodarem a criar e amamentar os filhos; lembro-me após os primeiros momentos em que fiquei deslumbrada com o parto e com a menina linda qie me puzeram em cima da minha barriga, menina essa que já então mirava tudo à sua volta, lembro-me , dizia, de me ter interrogado quando a vi a meu lado já no quarto, como iria ser a nossa relação... e o amor e os laços foram-se construindo até hoje, continuarão a construir-se em cada dia porque não creio que este sentimento seja inato Certos dons não são distribuidos por todos igualmente, 125! Algumas Marias os têm, comop algumas Anas resistem a outras forças que as querem fazer despegar da vida e lutam contra descolamento de placenta, injecções, cordões à volta do pescoço. E nascem rosadas e cheias de vida , de amor e ternura para dar. Consulta o tarot, faz-me sorrir por vezes, o quanto ele pode acertar em cheio, na mouche. E beijos , para ti e para a Ana nascida a 8/8, de 8 meses...
 
ghiza já podias ter dito, assim poderei consultar-te qd tiver dúvidas... q engraçado q isto tudo é, viu? como as coisas, os blogs , as pessoas se encandeiam... beijos para ti
 
luz e ontem , tb tiraste a mesma carta q a Maria ? beijos de Pope, quer ddizer de serenidade...
 
tina, espero q não estejas aflita das costas , outra vez... beijos .
 
xica the last but not the least... Obrigada pelo coment e ainda bem q gostaste.
 
Greentea p a semana tb já não estou cá (até setembro espero). Mas podes dar o mote p os tankas qd estiveres de volta eu alinho (confio no teu bom gosto p escolheres o tema).
Beijitos.
 
vamos a isso , xica em Setembro tb já cá estou q gosto sempre de ir tirando férias aos poucos para parecerem mais....
 
Ok greentea. Boas férias, beijitos e até setembro (espero q eu venha inspirada a as nossas tertúlias).
 
Obrigada pela visita, mas o carrossel continua a girar. Boa férias, amiga.
beijos pitanga
 
Minha kida Greentea,
já vi que a coisa não está fácil, talvez estejas numa fase menos boa. Acontece a todos! Eu felizmente tenho uma filosofia de vida que me faz estar sempre bem, sobretudo comigo própria.. até hoje sempre ultrapassei de uma forma positiva os espinhos que me foram aparecendo (e olha que já os tive bem maus).. eu gosto de viver o hoje, amanhã vê-se. tento sempre o lado bom das coisas e aprender com os erros.. Eu gosto do que escreves, por isso, acho que já te conheço um pouco.. isso vai passar e vais encontrar não tarda nada, momentos felizes.
Eu estou quase quase a ir, e estou tão ansiosa que nem calculas, sinto-me cansada e a precisar de me renovar..
Bjhs com sabor a maresia amistosa
 
acho quue estás cansada , maresia ou não leste o post até ao fim... aliás logo no inicio digo que "o rosto se iluminou com um sorriso de orelha a orelha"... boas férias e muitos sorrisos que eu tb vou.
 
Somos de facto fruto de todos os dias que vivemos e de todas as pessoas que cruzam connosco....

Um xi grande....
 
tens toda a razão , desassossego... e nada acontece por acaso
 
Espreitei, amanha vou la voltar...
Mas logo eu nasci escorpião humffff!!
:-)
Beijos
 
Muitas vezes precisamos sofrer, para mais tarde sabermos que este era o caminho para chegar onde estamos agora... Entender e estar sereno é difícil, mas pode ser trabalhado. Como tentar ver sempre uma luz no fim, ou não estarmos centrados no nosso sofrimento...
 
Claro que vi a menina que tem 11 anos agora ...e a alegria da mãe-luz-estrela. Felizmente. Nós, as mães que "importam" e "se". E sempre, sempre, fazem a ponte entre gerações.Bjs
 
Minha primeira visita... Mt bom e agradávelmente positivo seu cantinho... Passe no meu mas é bem diferente pode ir já a contar! Beijos
 
Quando a vida nos dá algo... devemos semear...

Doce beijo
 
Que bom que o nosso entendimento sobre os blogs é exatamente o mesmo!
Saudades de você, amiga.
Beijos com carinho,
Tom
 
Tenho uma frase que diz "Se o sofrimento é o amadurecimento da alma, então eu já deverei estar podre." Isso escrevi na adolescência, anos sombrios. Hoje acho que cada um de nós sente de forma diferente e podemos aprender com o sofrimento, mesmo quando nos é tirado algo de valor inestimável.
Beijos.
 
Sofrendo aprendemos e aprendendo vivemos, o sofrimento faz parte da vida.

Beijinhos.
 
E a Maria, como muitas Marias que conheço, cresceu, lutou, ultrapassou obstáculos e fez-se à vida. Mulher de fibra que soube fazer de cada derrota um vitória. Assim o fossem todas!
beijinhos
 
Bom dia alegria,
claro que li o post até ao fim, aliás os teus posts eu bebo com sofreguidão... mas senti que tens andado mais triste, só isso.. Boas férias minha boa amiga... eu vou de férias amanhã e até meados de setembro vou estar ausente da net e da rotina, só assim conseguirei aguentar mais um ano com um sorriso no rosto.. mas vou lembrar com carinho todos de quem eu gosto.. Bjhs com sabor a maresia
 
De blog em blog esbarrei mais uma vez no seu, que já visitei outras vezes, mas desta foi bem interessante ler o texto e visitar os sites referidos. Já fiquei a saber tudo para hoje! Achei tb deliciosas as histórias do Sid.
Um abraço
Teresa David
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?