segunda-feira, agosto 07, 2006

 

há uma paz triste na luz da lua



Como parabéns do alto a quem não ouve, há uma paz triste na luz dura da lua.

O tempo! O passado! ...Aquilo que fui e nunca mais serei! Aquilo que tive e não tornarei a ter! Os Mortos! Os mortos que me amaram na minha infancia. Quando os evoco toda a alma me esfria e eu sinto-me desterrado de corações, sózinho na noite de mim próprio, chorando como um mendigo o silêncio fechado de todas as portas.

...creou-me creança, e deixou-me sempre creança. Mas porque deixou que a Vida me batesse e me tirasse todos os brinquedos e me deixasse só no recreio?...porque deitaram fora o meu carinho?

Ah! cada vez que vejo nas ruas uma creança a chorar, uma creança exilada dos outros...são as minhas mãos que torcem o canto do bibe, são minhas as boccas tortas das lágrimas verdadeiras, é minha a fraqueza, a solidão, e os risos da vida adulta que passa usam-me como luzes de fosforos riscados no estofo sensivel do meu coração.

O Livro do Desassossego - 1923 - Bernardo Soares /Fernando Pessoa

Foto - Quadro de Pilar Sala


Comments:
Lindo! Muito, muito bonito! Recordações, saudades, muitas da infância, da família...
Beijos
 
Olá amiga,
eu hoje também tenho o coração triste... nem imaginas o incêndio que anda desde as 4 da manhã perto do Porto..o céu parece um inferno, as aves sobrevoam como doidas.. que triste que é tudo isto...
O teu post e como sempre é riquissimo.. Bjhs e boa semana
 
alfazema,

há dioas assim
em que as lembranças , a saudade dos que já não estão e dos brinquedos q não nos deram

nos fazem sofrer,
nos fazem sentir saudade
 
maresia

é aflitivo os incendios, a destruição
o fogo
a guerra
a morte
 
Querida Greentea,

Mais um post de cortar a respiração, como todos os outros a que já nos habituaste.

Um beijo.
 
maria, são momentos

são leituras que me tocam

imagens que me repassam na memória.
Em alguns dias. Amanhã é um deles.
 
É, parece q a vida nos dá um sabor do q é bom, só ficarmos a saber como é, para depois nos tirar.
Os nossos avós, essas pessoas meiguinhas, de pele enrugada, q tudo nos perdoam, q sempre nos defendem, q nos amam incondicionalmente, e cuja lembrança nos doi porque houve um beijo de agradecimento por tudo q deviamos ter dado e q agora nunca poderemos dar.
Lindo mais uma vez o texto e as pinturas também muito harmoniosas.
Beijitos.
 
Magnifico e triste texto.

fez-me lembrar tantas coisas lindas, promovidas por pessoas que irremediavelmente, estaram prestes a deixar-me.

Um abraco, e bem haja.
 
Noltalgia....saudade da infância, dos que se foram, do que tivemos e daquilo que nos foi arrancado. Lembranças das lágrimas e das dores verdadeiras, da solidão na dor.
Como sempre, Pessoa e seu soco no estômago.
Um abração pra ti.
 
Parece ser mesmo um lindo livro!
 
Vim só dar-te um beijo.
Voltarei mais tarde...
 
Lembranças do passado. Tenho vivido delas, ultimamente. O presente está muito triste por isso há tantas memórias no ar.
beijos pitanga
 
Lindo, tão lindo como triste...


Beijinhos.
 
Que fascinante viagem ao centro do Eu criança! Lindo! beijinho
 
Esse desassossego conheço-o bem...

Xi grande para ti...
 
Adorei o poema! Adorei a tua visita! Tens dois filmes nos teus preferidos que são os meus! Assim se descobrem afinidades. Volta sempre, eu voltarei!
Beijinho Lu

Ah! E és artista, quanta afinidade!!! E eu adoro a Lua. Vamos tentar descobrir mais!
 
Esta é uma belíssima passagem do Livro do Desassossego. Podem ser tristes as memórias da infância, sim... porque não voltam. **
 
Como ele sempre consegue atingir em cheio todos nós né?
 
Fernando Pessoa é meu predileto. Grande poeta! E quanto ao seu blog é simplesmente ótimo!
abraços,
Kafé Roceiro - Humor e Cinema.
 
Belíssimo!
Leio, sempre!
Bjinhos
 
Nem sempre sinto a lua desta forma, mas compreendo este lado simbólico que amplia o leque da minha compreensão do significado deste astro. É uma verdade bem profunda a que trazes. O "livro do Desasossego" deve fazer parte do inconsciente coletivo. Neste caso eu tive a impressão que já conhecia o texto, numa sensação de "déjà-vu", quando para mim este livro contém um linguajar bem antigo e completamente diferente dos estilos que conheço, sendo que conheço muito pouco a literatura portuguesa como é o caso de Camões e Fernando Pessoa. Tudo neste Livro do Desassossego com o qual nos presenteias é fantástico, onírico, profundo, fotográfico, belo e artístico literário. Muito obrigada por porporcionar-me este prazer!

Beijos, querida! Tudo de bom! Tenha sonhos lindos!
 
xica, Bernardo soares perdeu a mãe, perdeu o pai e por isso lhe dói tanto; lembra-me alguém muito próximo que aos tres anos perdeu a mãe, aos seis uma irmã mais nova e aos treze o pai; depois foi criado ao deus-dará pela avó, pelos tios, num colégio interno....este texto é para ele - já não está por estas paragens, mas o texto lá chegará...
 
all cardoso, as pessoas nunca nos deixam, permanecem sempre connosco se verdadeiramente as amávamos... gostei do teu blog
 
leticia, saudade dos brinquedos q nos levaram...
 
elite - é sim um livro desassossegado!
 
t, não te preocupes , vem qd puderes , qd estiveres bem e te apetecer. um beijo
 
pitanga, o passado era ontem, hoje é q é importante viver - com a aprendizagem dos tempos que já lá vão...
 
vida , é isso mesmo triste e lindo
 
125, viagem ao centro do EU como explicariam os psicólogos tudo isto????
 
também eu, desassossego... infelizmente
 
Africa Minha ´´e um filme que me marcou e q ainda revejo qd estou nostalgica de África ;hoje era um bom dia para o rever, arteminorca. Artistas, somos todos uns de uma formaa outros de outra. Qt à Lua , eu hoje estou mais para Quarto Minguante...
 
vida de vidro, a infancia deixa-nos marcas para todo o sempre, tal como a vida antes do nascimento - percebi hoje como isso pode influenciar a nossa atitude mais tarde.
 
é ghiza, tiro certeiro mesmo.
 
kafé, nunca te tinha visto por aqui. Sê bem vindo q já te conheço doutras paragens. Ainda bem que gostas do blog e de Fernando Pessoa...
 
Ruth , O Livro do Desassossego foi escrito nos anos 20 e tais do século passado por isso a linguagem é diferente mas tem temas tão importantes e actuais que acho merece a referencia...
 
tienes una ternura muy linda, siempre algo hermoso que sale del corazon
hay persona magicas en esta vida, una palabra, una sonrisa y un abrazo salen con encanto y tu lo tienes amiga
gracias por tus saludos en Sucesos, que tengas una linda semana y estes muy bien
desde el ultimo lugar del mundo mi abrazo
besitos



besos y sueños
 
Greentea, adoro os poemas do Fernando Pessoa. Beijos da Ursa! :))
 
Hi Friend
Thanks for visiting my blog
 
Gozem então o nosso estado adulto, como se éramos crianças.

Embrassade
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?