sábado, março 11, 2006

 

nos Capuchos

para a t. do POR UM FIO
http://por-um-fio-invisivel.blogspot.com


Dâmaso então ofereceu, no caso que ela quisesse ir a Sintra…

… (foi , então, surpreendido), nos Capuchos, com a Condessa de Aguiar. A Condessa era, é ainda, como um prato de mesa-redonda: o que a recebe do seu vizinho da direita serve-se e passa ao vizinho da esquerda. Desde então Dâmaso fitava as mulheres, de frente, torcendo o buço, e quando, às três horas, fazia caracolar o cavalo, pelo Largo dos Mártires, sentia Lisboa às suas ordens.


em A tragédia da Rua das Flores-Eça de Queiroz

Comments:
Pois que bonito,
Mostras-nos recantos, onde me apetecia perder...correr...subir...descer...esconder...sentar...deitar..brincarPronto ja comentei.
Não escrevi muito, não.
Mas só quero dizer mais uma coisinha. Tu tiveste uma infancia, como eu gostaria de ter tido, no meio da natureza.
Mas nasci na cidade, fugi dela, mas vim cá parar novamente.
Um abraço
 
olha amiga voltei,
Podes recordar-me o teu nome?
depois explico
Jinhos
 
a minha infancia pouco me lembro dela , noite, mas não foi no meio da natureza nem em berço de oiro que ninguém me queria qd nasci, o meu pai levou tres dias a voltar à maternidade desde q soube q era outra menina... e a minha mãe ressentiu-se disso, culpabilizando-se... vidas
a natureza e a vida descobri-as eu, por mim, porque nunca perdi a vontade de lutar. ainda hoje.
mas há dias amargos. dias q ficam na memória envoltos nas brumas.
 
Excelente desafio!
Logo, verei tudo isto com mais atenção, pois agora estou a trabalhar.
Mas, estou animadissima com o que já vi por aqui...
 
São bonitas as fotos...
Muito bonitas...

Passa um excelente Sabado.
 
Bonitas imagens!
Sintra...

Onde as Náiades escondidas
Nas fontes, vão fugindo ao doce laço:
Onde o Amor as enreda brandamente
Nas águas acendendo fogo ardente
Camões

Obrigada. Bj.
 
Bonitas imagens!
Sintra...

Onde as Náiades escondidas
Nas fontes, vão fugindo ao doce laço:
Onde o Amor as enreda brandamente
Nas águas acendendo fogo ardente
Camões

Obrigada. Bj.
 
Olá Greentea!
Bonitos recantos, como disse a Noite...
Eu tive sorte: cresci no campo, vivo no campo...mas trabalho na cidade..uppps!!!!
Fazes bem ter essa vontade de lutar, apesar de alguns episódios mais amargos que viveste. Todos tivémos, não é? São lições, mais nada. Deste modo devem ser entendidas e tornam-nos mais fortes!
Bjinho
 
Lindas imagens! Sintra, a sua beleza tão bem retratada por Eça de Queirós, Ramalho Ortigão, Lord Byron...e aqui por ti.
Um beijo. Bfs
 
Como vai o "jogo das escondidas"? ;-)
Pela amostra deste post, vale a pena o esforço e o desafio... Bom domingo!
 
Bom dia querida Greentea!
Vim dizer-te bom dia e, depois de ler este texto, tão rico, apetece dizer: um dia faremos um brinde pela maravilhas de Sintra... com este vinho de colares!
Beijinhos!
um dia muito feliz!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?