terça-feira, março 07, 2006

 

Não tente nos entender. Apenas nos ame.






Mais uma vez é o nosso dia. ‘Dia Internacional da Mulher’. O nome é amplo, à altura da imensidão do feminino. Mas o que me incomoda mesmo é a tal alegação impiedosa e limitada sobre nós: ‘é impossível satisfazer as mulheres!’.Vou aproveitar o ensejo para discordar, veementemente. Por mais que já tenha refletido sobre esta aparente insatisfação das mulheres, por mais que já tenha observado os meus próprios paradoxos e até admita que nem nós mesmas conseguimos nos entender, muitas vezes, tenho de tentar esclarecer: satisfazer-nos é possível! Queremos e podemos ser satisfeitas e isso é mais fácil do que tem acreditado alguns homens. E quanto a nos entender, pra que? Desistam desta idéia. Não nos entendam, não tentem traduzir nossas contradições ou fazer contas pra saber se hoje estaremos ou não de bom-humor. Basta que nos olhem com determinação e nos façam um elogio como quem sente a nossa alma. Adentre em nosso corpo como quem busca nossos sonhos, e depois nos seduza daquele jeito que vocês tão bem sabem fazer... e nos sentiremos desejadas; toda a satisfação terá nos invadido. Mulher deseja ser amada e não ser entendida. Deseja ter a sensação de que, dentre tantas outras, é única. Creio que o autor que mais se aproximou da alma feminina tenha sido Saint Exupéry, talvez despretensiosamente, enquanto escrevia “O Pequeno Príncipe”. Quem já leu, certamente vai se lembrar da rosa, tal qual um coração de mulher...“- Ah! Eu acabo de despertar. Desculpa. Estou ainda toda despenteada. O principezinho, então, não pôde conter o seu espanto:- Como és bonita!- Não é? Respondeu a flor docemente. Nasci ao mesmo tempo em que o sol...- O principezinho percebeu logo que a flor não era modesta. Mas era tão comovente!- Creio que é hora do almoço, acrescentou ela. Tu poderias cuidar de mim?”... E a convivência entre eles foi intrigando o Pequeno Príncipe: “É bem complicada essa flor...” pensava ele. Mas quando saiu de seu Planeta em busca de respostas sobre a vida e o amor, um dia confessou ao amigo, na Terra:“- Não a devia ter escutado. Não se deve nunca escutar as flores. Basta olhá-las, aspirar seu perfume. A minha embalsamava o planeta, mas eu não me contentava com isso. ... Não soube compreender coisa alguma! Devia tê-la julgado pelos atos, não pelas palavras. Ela me perfumava, me iluminava... Deveria ter-lhe adivinhado a ternura sob os seus pobres ardis. São tão contraditórias as flores! Mas eu era jovem demais para saber amar”. Depois de se decepcionar por descobrir tantas rosas iguais àquela que deixara em seu planeta, acreditando ser a única em todo o Universo, ele aprendeu sobre cativar: “se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol”. E mais do que aprender a amá-la, ele aprendeu que uma flor, assim como uma mulher, pode ser única, ainda que existam milhares iguais a ela. E, então, diante de um jardim, amou enfim a sua flor:“- Vós não sois absolutamente iguais à minha rosa, vós não sois nada ainda. Ninguém ainda vos cativou, nem cativastes a ninguém... Sois belas, mas vazias. Não se pode morrer por vós. Minha rosa, sem dúvida um transeunte qualquer pensaria que se parece convosco. Ela sozinha é, porém, mais importante que vós todas, pois foi a ela que eu reguei. Foi ela que pus sob a redoma. Foi a ela que abriguei com o pára-vento. Foi dela que matei as larvas. Foi a ela que escutei queixar-se ou gabar-se, ou mesmo calar-se algumas vezes. É a minha rosa”. Por isso, não leve tão a sério o que dizemos. Mais do que nossas queixas e complicações, é o que fazemos que nos torna merecedoras do seu amor...
(um texto de Rosana Braga em www.somostodosum )



Comments:
Ah! Que bonita escolha a tua para celebrar o dia da mulher! O Principezinho é o livro mais bonito do mundo! A relação que o P. estabelece com tudo, que é único no seu pequeno planeta, nomeadamente a flor dele é uma delícia...
E a flor, tal como qualquer mulher, precisa de ser compreendida...ouvida!
Mas, também ele, apesar de Principezinho e sensível, não soube tratar da sua flor (flor e amor precisam de ser muito tratados com muita atenção, são coisas para gente muito "entendida"!)
Um bom dia para ti MULHER!
 
A propósito, deixot-te este desejo...
http://soprarpalavrasaovento.blogspot.com/2006/03/apetecia-me-ser-flor.html
 
Que texto tão lindo.
E que considerações inteligentes, depois rematadas com excelentes fotografias.
Um blog muito bonito e muito femenino.
Adorei, está cada vez mais bonito.
Até breve amiga
 
Linkei-me ao teu texto...
Bj.
 
e eu a pensar que eram ou deviam ser todos...não simpatizo com discriminações e essa dos dias soam-me a coitadinhos, mas seja. b'dia.
 
Precioso post, amiga.

Yo te he dejado unos maravillosos gatitos en mi blog Ondas en el Mar. Los he colocado pensando en ti. Espero que te gusten. Un beso.
 
sabia que andavas por aí, mulher estrela. digo-te como a t. :apetecia-me ser flor e ser tratada por gente muito "entendida", como ela diz. Todos os dias, não apenas hoje.
não me apetece, hoje, ir ao teu blog e ler certos comments de baboseira...
Flores para ti. Todos os dias.
 
um beijo e um abraço mulher!
Vida, paz, liberdade, amor, saúde e força a todas as mulheres!
tem um dia cheio de amor!
 
ah... esqueci-me de dizer (ando tão aérea - eheheheh )
que escolha tão bonita - "O principezinho"...
É uma referência tão importante, com tantos "lembretes" fundamantais! Parabéns!
 
deixo-te um pomar....e um ramo de cerejas....por este post.

belo.

bjo.
 
adoro cerejas!!!!!!!!!!!!!
 
Neste dia que nos pertence, deixo-te esta frase cujo autor desconheço: "Viver é como desenhar sem borracha".
 
lidas. linda.
um bjo. hoje. especial.

e, quanto, às cerjas, talvez se arranjem. amanhã.
 
Sabemos que hoje em dia, e será um espanto para quem andar "distraido", jusitifica-se olhar para uma simples data, e dar-lhe este significado.
Porque o tem. Porque o conquistou.
E isso merece-nos respeito.
O futuro deverá obrigatóriamente preservar um jardim onde se misturem flores, e bebam todas da mesma água da vida.

um abraço

(tem andado a ser adiado um comentário, vou retirando para papel os textos e depois não escrevo cá..mas venho até aqui)
 
O teu título é muito sugestivo. Apenas ame! É a verdade absoluta, não é?... Deixa sorrir pra desanuviar: mas algumas são mesmo difíceis de entender, não???...
 
Valeu a pena vir aqui. O teu post está lindo. Fizeste uma selecção de imagens extraordinária, o texto do Principezinho é simplesmente maavilhoso, a mulher sensível que tu és ficou aqui bem demonstrado, a mensagem da noite estrelada foi uma prenda. Obrigada por este lindo momento.
 
Olá!
Boa escolha para este nosso dia!!!
Tenho de voltar para ler outros posts, mas do que li gostei muito...Muito doce...
Bjinho
 
Feliz dia da mulher!
 
Ah! O teu texto inspirou-me tanto! Espicaçou-me, diria mesmo... Vai lá ver quanto!
 
Obrigada, pelo teu recadinho linda.
Mas é bem verdade, não nos tentem entender...e senão nos entendem, chamam-nos loucas, que é o mais cómodo para certos seres. Tinhas razão a algumas lamechisses dos comentarios.
Uma pessoa ajudou-me a ver certas coisas.
Depois falamos amiga,
 
Bom dia!!!!
...infelizmente a mulher tem de ter um dia mundial... parece coisa de animal ameacado, em vias de extincao. Um pouco ofensivo ate...
Mas o post é belo!
bjico!
 
Cerejas sejam mais tudo o que desejares. Sério. Bomdia e um beijinho.
 
ainda bem q me vsitaste. assim pde conhecer este blog.
 
Greentea

Difícil entender... o flutuar das hormonas Mulher;):).

Muito simples... muito fácil... o Amor Mulher! Basta Amá-la!

Principezinho e a sua flor...Uma Maravilha! Muitas vezes o leio...
~*Um beijo*~
 
Maravillosas palabras, auqnue me ha costado leerlas... Las fotos son preciosas!

Un beso!
 
tens de aprender português, cazadora...
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?