terça-feira, março 21, 2006

 

Deputado! Para quê?


Deputado?! Para quê? Para almoçar no Bragança, galgar de tipóia a calçada de S. Bento, e dentro do sujo convento escrevinhar na carteira do Estado alguma carta ao seu alfaiate, bocejar com a inanidade ambiente dos homens e das ideias, e distraidamente acompanhar, em silencio ou balando, o rebanho do S. Fulgencio, por ter desertado o rebanho idêntico do Brás Vitorino. Sim, talvez um dia, com rasteiras intrigas a um chefe e à senhora do chefe, e promessas e risos através de redacções, e algum discurso esbraseadamente berrado – lograsse ser ministro. E então? Seria ainda a tipóia pela calçada de S. Bento, com o correio atrás na pileca branca, e a farda mal feita, nas tardes de assinatura, e os recurvados sorrisos dos amanuenses pelos escuros corredores da Secretaria, e a lama escorrendo sobre ele de cada gazeta da oposição.
Mas nos fins de Abril, uma noticia de repente alvoroçou Vila-Clara, espantou na quieta Oliveira os rapazes do club e da Arcada, perturbou tão inesperadamente Gracinha :

Gonçalo Mendes Ramires, silenciosamente , quase misteriosamente , arranjara a concessão de um vasto prazo de Macheque, na Zambézia, hipotecara a sua quinta de Teixedo, e embarcava no paquete “Portugal”, com o Bento , para África.

Quatro anos passaram, ligeiros e leves, como voos de ave, Gonçalo na África , na vaga África, mandando raras cartas, mas alegres e com um entusiasmo de fundador de império

Creio que fui eu a primeira que avistou Gonçalo na plataforma. Não imaginas como vem …óptimo! Até mais bonito, e sobretudo mais homem. A Africa nem ao de leve lhe tostou a pele. Sempre a mesma brancura. E de uma elegância, de um apuro! Prova de como se adianta a civilização de África! Ele contou muitas coisas interessantes de África. Plantou dois mil coqueiros. Tem também muito cacau, muita borracha. Galinhas são aos milhares.. No prazo já se construiu uma grande casa, próximo do rio, com vinte janelas e pintada de azul.



… Eu não acredito nesses prazos, … Nem na África. Tenho horror à África. Só serve para nos dar desgostos. Boa para vender! A África é como essas quintarolas, meio a monte, que a gente herda de uma tia velha, numa terra muito bruta, muito distante, onde não se conhece ninguém,… Boa para vender! - dizia o Administrador.

- O quê! Vender o que tanto custou a ganhar, com tantos trabalhos no mar, tanta perda de vida e fazenda?! respondeu-lhe Gracinha.

Quais trabalhos, minha senhora? Era desembarcar ali na areia, plantar umas cruzes de pau, atirar uns safanões aos pretos… Essas glórias de África são balelas. Está claro, Vossa Excelência fala como fidalga, neta de fidalgos. Mas eu como economista. E digo mais…


(Eça de Queiroz - A Ilustre Casa de Ramirez)













Mais não disse, porque de facto África perdeu-se talvez porque alguns tantos outros economistas não lhe ligaram nenhuma, continuando a considerá-la como a quintarola deserta , herdada da tia velha!

Comments:
num sei, num sei...nem sei se estará perdida. mal, está. b'dia e bjinho.
 
Fantástico este post! Adorei!
 
devemos-lhe tanto... a África...
custa pensar que a ganância, arrogância e irresponsabilidade tenham devastado o continente que é, de facto, o berço da (nossa)Vida!
Mas África há-de renascer!
um beijo
e um dia feliz!
 
Que blog interessante, cheio de temas variados, com textos que apetece devorar e imagens curiosas!

Obrigada pela visita ao meu blog :) Volta sempre!
 
"O amor às rodelas" escreveu o que eu queria....escrever.À medida que ia lendo umas "coisas" muito belas, mais a ideia ficava convicta de que a leitura...compensa! E logo neste dia, de Primavera, da poesia, da árvore....
E o passarinho que tenho ali no "jardim", dentro de uma gaiola, canta, canta, canta....
Apetece um kanimambo pela visita, um ambanini até à próxima, e um abraço fraterno para selar amizade!
 
Passei pela África de Lourenço Marques, ainda gaiato, sem a noção e o saber de aproveitar a sua riqueza. Anos passados e as memórias perduram acicatando uma saudade quase desconhecida; será da Praia do Bilene, da Cascata da Anamacha ou do caminho entre Lourenço Marques e a Estação da Machava, que fazia todos os dias para a escola, dos gala-galas, dos frutos do cajueiro, ou as correrias pelos campos a afugentar carraceiras. Ou será por tudo, e porque África tem esse efeito, marcar as pessoas para sempre, com a sua grandeza.
Obrigado pelas emoções do post, e pela tua visita.
1 Bj
 
Passei pela África de Lourenço Marques, ainda gaiato, sem a noção e o saber de aproveitar a sua riqueza. Anos passados e as memórias perduram acicatando uma saudade quase desconhecida; será da Praia do Bilene, da Cascata da Anamacha ou do caminho entre Lourenço Marques e a Estação da Machava, que fazia todos os dias para a escola, dos gala-galas, dos frutos do cajueiro, ou as correrias pelos campos a afugentar carraceiras. Ou será por tudo, e porque África tem esse efeito, marcar as pessoas para sempre, com a sua grandeza.
Obrigado pelas emoções do post, e pela tua visita.
1 Bj
 
Força!
 
OLHA t. FOSTE TU QUE ME DESTE A FORÇA TODA

Ao dar-me a ideia que tu tão bem trabalhas com as tuas fotos e os teus comentarios
e eu aproveitei a ideia de divulgar Eça e os locais queirosianos e dou-lhe um "toque" diferente...
como Eça é tão actual, embora já lá vão 150 anos!!!!!!!!!!!!!
um beijo para ti, t.
 
jb, então tens ligações perigosas , com Africa
e com o ant
q é frequentador habitual ....
vamos encontrar-nos mais vezes!
 
Senti tantas saudades da nossa África mágica! Animou-me ste post lindo e o teu comentário também, mas a minha primavera não está a correr bem...
Beijinhos, semana feliz
 
África!... Até parece que é minha!... Até parece que lá estive!...
África está sofrida! Poderá ser perdida...

~*Um beijo*~
 
brilhante!!!!!


brilhante!!!!!!!!!


beijo.
 
fantástico,
«África perdeu-se porque...
 
Minha querida vim apenas para te desejar um bom fim de semana.
Será que algum dia vou poder dar-te um abraço a sério, mesmo?
Muitos beijos
 
claro gostaria bastante.
andei pelos teus lados mas não percebi nada da guerra q por lá anda. o spart parece q tb não.
qd nos encontrarmos falaremos melhor, entao.
Um abraço para ti
 
Passo e deixo-te um beijinho...
 
Num há post?...tudo bem?...b'dia e bjinho.
 
...e hoje, século XXI, deputados para quê?
 
...the same old story


como em Casablanca
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?