sexta-feira, fevereiro 17, 2006

 

O desafio


Mas talvez um dia
quando as buganvilias alegremente florirem
quando as bimbas entoarem hinos de madrugada nos capinzais
quando a sombra das mulembeiras for mais boa
quando todos os que isoladamente padecemos
nos encontrarmos iguais como antigamente
talvez a gente ponha
as dores, as humilhações, os medos
desesperadamente no chão
no largo - areal batido de caminhos passados
os mesmos trilhos de escravidões
onde passa a avenida que ao sol ardente alcatroámos
e unidos nas ânsias, nas aventuras, nas esperanças
vamos então fazer um grande desafio...


Poema de António Jacinto in Antologia Temática da Poesia Africana

Comments:
os fragmentos coloridos das guganvilias e os seus espinhos também...mas as cores são fantasticas
 
as andorinhas voltaram e desejo tudo de bom a quem está a sofrer.
e s bungavílias, apesar dos espinhos, brilham mesmo é pelos fragmentos coloridos!
 
É o que nos dá paixão - o desafio, o superarmo-nos...beijos
 
As buganvílias são trpadeiras com picos mas mesmo assim gosto delas.

Esse dia... talvez... só dependerá de nós porque... as buganvílias florescem ... e tudo o resto acontece alheio à nossa vontade.
*)
 
...vamos então fazer um grande desafio.
Da Vila para a Vila?
 
que género de desafio de Vila , por Travessas Largas ou becos estreitos, subindo à Pena ou descendo aos fundos do Poço da Regaleira? Quero saber mais...
 
Lindo poema! Linda buganvilia!!
 
Boa tarde,
Este post, é uma lufada de ar fresco e colorido, como se entreasse já a primavera pela minha janela.
E amiga, ás vezas custa o que se deprende nas entrelinhas...isso ás vezes, (embora me faça falta), tambem me deixa inibida para certos desabafos.
"Lá" muitas pessoas lêm, mas são contagiadas pela tristeza...ela pega-se, tal como a alegria, mas eu agora não consigo escrever alegria.
Apesar as tuas palavrinhas serem as mais animadoras, porque sabes tão bem diferenciar caridade, de solidariedade, peço-te se te faz sofrer não vas "lá" tanto...quero dizer...Mas nunca deixes de ir, por favor...
Eu vou sempre passando,onde posso "colher" flores apesar dos piquinhos, a que já me habituei-.
Im bom fim de semana
Um abraço
 
todos trazemos espinhos em nós. mas flores também . e fogo. e calor.
e LUZ.
Uma nuvem de estrelas para ti.
 
Tudo está em ordem na Natureza, todos os dias o sol se põe, as fases da lua não falham, e as marés também não. É a natureza humana que tem de tomar consciência do que diz, do que faz, e como pensa. Aceitar as adversidades da vida como processos naturais para a nossa evolução,é a única forma de percebermos que as injustiças estão dentro de nós e não fora. Quando uma injustiça nos atinje, é justamente disso que precisamos para mudarmos a nossa injustiça perante o Universo.
 
Mantém-se, sim... cada vez mais atual! Boa semana.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?