terça-feira, janeiro 31, 2006

 

A Porta d'El-Rei

A terra, o frio, as gentes…

“...chegámos a uma vilória antiga, metida dentro de muralhas.
Que fantástico povinho! Só vendo-os de pedra e cal, se acredita neles.
- Não será Trancoso...? (...)
O nome é assim patusco. Olhe contaram-me que era de lá o vosso Nostradamus e um padre raro, único, um padre em que pelos vistos encarnou o génio da espécie.”

Aquilino Ribeiro








A Porta D'El-Rei



A GUARDA É FRIA?

Dizem que a Guarda é fria.
Nunca senti terra mais quente.
A alma que nela ressoa
É mais que prova evidente
Que quem tal diz, não a sente
Nem experimentou águas do Côa.
A sua quentura é real.
Que o diga D. Sancho I.
Enamorou-se da Ribeirinha
Fez trovas ao vento que passa
E ao “meu amigo na Guarda”.
E o que fez, o rei D. João I
À filha do judeu Barbadão?
Dois rebentos: Beatriz e Afonso.
Uma casou com o Conde de Arundel,
O outro deu origem à casa de Bragança
Ao casar com a filha de Nuno Álvares Pereira.
Fria, a Guarda? Nem pensar.
Nunca senti tanto os calores
Enquanto lá estudei e mais amei.
Ai Guarda, Guarda
Que tanto me retarda a saudade e a idade!

Cunha Simões


A JUDIARIA

Comments:
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
...agradeço e retribuo a amável visita...
 
Sintra ?
Afinal é mesmo aqui.

Vila sempre linda mas adiada...
 
Que imagens, que lugares!!! E que segredos devem guardar!!

Beijos aqui do Brasil.
 
gostava de saber o significado do teu "nick". adorei as tuas palavras, e agora vejo que correspondem a esta pessoa, a este blog aonde voltarei.

fernanda
 
olha lazulijá expliquei qd dediquei um post ao chá verde.
Para bom entendedor...
 
olá green. Mea culpa. Vejo que também apagaste um comment. Chatos heim?
Beijos
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?